quinta-feira, setembro 11

Aos pandarecos....


Hoje estou assim....aos pandarecos...


Que isto, você deve estar se perguntando ? Pois nem eu sei muito bem...talvez no limite de alguma coisa.


A Lana está com umas manias novas....não quer mais usar o babeiro. Nem na hora de comer, nem quando está a babar por causa dos dentes que estão nascendo....não quer e pronto...


Quando tem tomate...ela só quer tomate...e pronto.


E pronto quer dizer....grita e berra e quer por que quer....Não pode ver seu pediatra...chora sem parar...e tem feito cenas na rua...ainda controláveis...


Paciência onde andas?


Tem horas que a gente dá um jeitinho...tem horas que não dá jeito algum...
Não acredito no "botar boca a baixo", que quer dizer na marra, à força !

Que fazer ?

Pergunto eu ,aos que tem experiência...Fui dar uma volta em outros babyblogs....e eis que encontro a palavra mágica...BIRRA...a fase do não...muitas mães estão como eu...
Gostei do comentário de uma mãe.
Eles só fazem o que queremos, decidimos tudo, o que comem, o que vestem, quando brincam, quando dormem...então ,um pouco de rebeldia é sinal de ..ufa , acho que é isso mesmo...

Mas é tão bom quando se comporta...

E por aqui, chove muito....trancadas em casa...é um prato cheio.


2 comentários:

elvira carvalho disse...

Pois amiga, não sei se vai ajudar, comigo resultou, mas já lá vão 30 anos e as crianças de hoje em dia serão diferentes. Mas o meu Pedro teve uma fase em que estava sempre contra e não queria nada do que queriamos. Então descobrimos que lhe pedindo o contrário do que queriamos, ele fazia exactamente o que queríamos. Por exemplo eu tinha o quarto dele forrado a papel, e ele só queria riscar o papel. Então o pai deu-lhe uma caneta e mandou-lhe riscar o papel, e nunca mais o papel foi riscado. Queria vestir-lhe uma roupa e ele não queria, eu dizia-lhe, pronto, não faz mal, a mãe dá ao menino da vizinha, e ele logo queria vestir aquela roupa. Foi uma fase de quase 6 meses. Depois passou.
Um abraço e bom fim de semana

Magali disse...

Obrigada Elvira pela sua experiência.
Pois ontem a função do babeiro teve um desfecho....quando o pai dela chegou em casa ontem eu já estava a brigar para que colocasse o babeiro...pedi então que ele fizesse algo...foi então que colocou o babeiro nela e deixou que chorasse...e chorou, fez toda cena..eu ali me segurando...ao final, ficou de babeiro..e hoje ao colocar o babeiro só deu uma reclamadinha...mas ficou na boa.Não é fácil..sou muito coração mole...bjs