segunda-feira, junho 25

Relato Poético do Papai

O fim-de-semana passou. Teu papai e mamãe ficaram todo o tempo contigo. Sonhando ou brigando: juntos. A Lana cresce todo dia, hora a hora, e nos reconhecemos neste ser. Eu, teu papa, te chamo de nosso amor. Encontro em você a espontaneidade de sua mãe, a beleza da gargalhada dela e vejo em mim sua pele branca. A alvura do seu SER puro impregna nosso lar. E quando o desequilíbrio vem para o limite do nosso lar, você berra com a energia das trombetas celestiais....que alegria ter você aqui.

Um comentário:

Rute disse...

Olá e obrigada pela visita no meu blog. espero que volte mais vezes.
Realmente é uma alegria imensa ter um bebé me casa. E eles crescem tão rápido que temos de aproveitar muito bem todos os minutos.